Pages

Featured Posts

.

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Música "Filho Meu" do Thalles e a exaltação do homem




Por Antognoni Misael


Volta e meia Thalles Roberto aparece nas minhas postagens. Já tava demorando… Sei que muitos até duvidam, mas, eu o ouço e gosto de algumas de suas canções – ouvi-lo cantar clássicos das músicas cristãs no álbum Raízes (2010) não tem igual – o problema é que por estar onde está, talvez por ter sido mal discipulado, ele acaba por merecer algumas considerações.

No último post sobre ele escrevi que se ele apenas cantasse seria menos pior. Minha sugestão abordou sobre suas equivocadas declarações feitas em pregações, testemunhos e entrevistas, a respeito do evangelho: “Se fosse um deslize, uma frase mal colocada, uma expressão infeliz, até que dava pra relevar, mas… não. Não é tão simples assim”, escrevi.

O que tem me chamado atenção agora é o recente vídeo lançado pela Graça Music, “Filho Meu”, cujo Thalles fala na primeira pessoa demonstrando uma tentativa do próprio Deus de se relacionar com um suposto FILHO, porém ainda não convertido.

Não julgo a intenção da música, pode até ter sido boa, mas, sinceramente tanto ela quanto o vídeo foram (para mim) de uma péssima fundamentação teológica, pobreza musical e de uma desqualificação da soberania e onipotência de “Deus” nunca vista antes.



Comentando a letra:

“Filho meu
Ta fugindo de mim, é?
Ja tentei, procurei e outra vez
Você me rejeitou, porta na cara doeu…”

1) A Palavra nos ensina que é Deus quem realiza tanto querer quanto o efetuar na vida de todos nós. (Fp 2.13). Charles Spurgeon bem disse que a Graça de Deus não viola a vontade humana, mas triunfa docemente sobre ela. Sinceramente não consigo compreender esse “Deus” da canção que tanto PROCURA, TENTA e não consegue realizar sua vontade, e além disso ainda leva porta na cara e sente a dor pela rejeição.

“Filho meu
Ta correndo de mim, é?
Ontem eu me lembrei
De uma antiga oração
Que você fez no monte
Lembra filho? Eu chorei!”

2) Não dá pra encontrar nas Escrituras um “Deus” que tem esporádicas lembranças de orações e se põe a chorar porque se sente rejeitado por alguém. Esquizofrenia e complexo de inferioridade, não dá né?

“Eu acho que paguei
Um preço alto demais
Eu tenho tantas coisas
Pra viver com você
Promessas e promessas
Arquivadas te esperando, filho!”

3) Este trecho acima é um retrato do que ultimamente tem ocorrido com muitas das canções evangélicas: a centralidade no homem. A infelicidade do Thalles foi tanta que se prestarmos bem atenção, as palavras compostas por ele montam a ideia de um “Deus” que se humilha e tenta reatar o relacionamento a partir de uma barganha: oferece coisas boas para viver, “Promessas e Promessa” para que o pecador se volte para Ele. Note que em nenhum momento há o convite ao arrependimento, nem a verdade cristã que o caminho de Deus não é um “mar de rosas”!

(Uma pergunta ainda fica no ar: “Deus arquiva promessas”? #CUMÉISSO?)
“Você ta dirigindo cego
Em alta velocidade
Daqui de cima eu vejo
A pancada que vem
Então passa sua vida pro meu
Nome que eu assumo tudo
Tudo, tudo, tudo”
4) Afinal, esse FILHO da canção é convertido ou convencido? Note, nas estrofes acima “Deus” se refere a um filho, tanto é que o chama assim. Agora me parece que ele ainda não é, já que acima “Deus” diz: “passa sua vida pro meu nome”, deixando a entender que ainda não há filiação entre ele e o personagem FILHO. Veja a próxima estrofe:

“Faz o seguinte, oh
Levante a mão agora
E me aceita
Como o seu salvador
Depois me abraça
E a gente venceJunto essa parada”


5) Acima, “Deus” faz um apelo ao personagem e definitivamente revela que ele não era FILHO como mencionou as duas primeiras estrofes; além do mais, este convite de “Deus” não traz a consciência de pecado e a condição de arrependimento, do contrário, ratifica que é um convite a vitória e ao deleite das promessas “arquivadas”.

Quanta irrelevância e confusão para uma só canção.

Lamento dizer. Senti pena desse “Deus” da canção. Um “Deus” que implora, oferece promessa arquivada, leva porta na cara e sente dor na rejeição.

A Palavra diz que Cristo morreu pelos Seus, viu o fruto penoso do seu trabalho e ficou SATISFEITO (Isaías 53:10-11). Deus NÃO está implorando por ninguém. É o próprio Deus quem chama, traz e abre a porta. As Suas ovelhas ouvem a Sua voz e o seguem, e ninguém as arrebatará das mãos dEle (Jo 10.27-28).

P.S.: Sem falar que a música (pra mim) é uma das piores que ouvi no meio Gospel.

Fonte: Arte de Chocar
Via: Púlpito Cristão


------------------------
Nosso Comentário:

Quando li esse texto do Misael, meus olhos se encheram de lágrimas, não pelo texto, mas pela letra infeliz da canção desse cara.
Uma letra onde o homem é exaltado de forma berrante.
Vi muita encenação, ouvi muito berro, não senti NADA de poder de Deus...

Para justificar essa bizarrice, falam que é uma canção evangelística, porém o pecador não é apresentado ao Deus verdadeiro, aliás, o único deus que atende os "pré-requisitos" dessa música é baal.

Depois que o Thalles foi consagrado à pastor, me parece que o ego subiu de uma forma terrível.
Aliás, não entendo cantores que vem do mundo e em poucos anos são consagrados ao pastorado, quando muitos irmãos de cabelo branco sequer foram separados à diácono...

Desperta igreja!

Graça e Paz,

Wanderson Felicio de Lima
(Editor-Chefe do Blog)

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Tempos Modernos


Alguém duvida que isso pode se tornar tendência em alguns anos? (Risos)

Graça e Paz,
Wanderson Felicio de Lima
(Editor-Chefe do Blog)

domingo, 6 de janeiro de 2013

Algumas objeções das falas de MIKE MURDOCK ditas no PROGRAMA VITÓRIA EM CRISTO (Pr.Silas Malafaia).

Cartaz da campanha lançada ontem
O Programa em questão foi ao ar ontem dia 5 de Janeiro de 2013 pela RedeTV!.

1- "Somente um tolo corrige uma autoridade"
Essa frase é com certeza uma falácia, pois uma autoridade está sujeita ao erro e deve ser alertada como qualquer outra pessoa, como diz o texto sagrado:

"Se eu disser ao ímpio: O ímpio, certamente morrerás; e tu não falares, para dissuadir ao ímpio do seu caminho, morrerá esse ímpio na sua iniqüidade, porém o seu sangue eu o requererei da tua mão.

Mas, se advertires o ímpio do seu caminho, para que dele se converta, e ele não se converter do seu caminho, ele morrerá na sua iniqüidade; mas tu livraste a tua alma."
Ezequiel 33:8-9

Não se esqueça, que em Lucas 12.48 diz: "A QUEM MUITO FOI DADO, MUITO SERÁ COBRADO".
Logo, se com o ímpio que desconhece a verdade das escrituras, após ser avisado do seu erro nada mudar, ele morrerá na sua iniquidade, imagine uma pessoa que zela (ou pelo menos deveria zelar) pela vida de suas ovelhas e que conhece as Sagradas ordenanças?

Outra coisa, obediência cega conduz ao engano, pois muitas vezes nos ensinam algo errado e simplesmente aceitamos por ser uma autoridade religiosa, quando na verdade temos que fazer igual os crentes de Beréia que analisavam TUDO conforme as escrituras.

2- "Um problema é a porta para prosperidade"
Discordo em número, gênero e grau.
Um problema pode servir como um grande aprendizado, como uma frustração, mas nunca vai ser a "porta da prosperidade", pois se assim fosse eu seria um dos homens mais ricos do mundo.(Risos)

3- "O inimigo pode te dar em um dia, o que o amigo não te dá na vida inteira"
Nesse momento, Murdock Davi e Golias e José e seus irmãos para tentar justificar tal ensinamento.
Mas se analisarmos a luz bíblica, veremos que o desprezo dos irmãos de José foi algo revelado em sonho a José, se cumprindo depois de um certo tempo.
Quando Davi foi lutar com Golias, ele foi acreditando em Deus, pois se fosse sem crer que Deus o livraria da mão de Golias, certamente ele teria morrido e não viria a ser um rei e o homem segundo o coração de Deus.

O inimigo não te dá nada se você não aceitar, basta vermos em Mateus 4, quando Jesus é tentado, ele diz à Jesus: 
"E disse-lhe : Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares."  (Mateus 4:9)
Foi uma condicional, o diabo supostamente daria os reinos (supostamente, pois Deus é o Criador e dono de tudo), mas Jesus negou veemente e o diabo fugiu da presença dEle.

4- "Você não irá querer se apartar deste livro (O Desígnio), e vai ficar se perguntando como pôde ter ficado tanto tempo sem ele".
Quando eu vi ele dizendo essa frase, senti ele colocando o livro dele no mesmo patamar da bíblia.
eu não quero me apartar é da Bíblia, qualquer outro livro eu me aparto, principalmente quando um livro contém ensinamentos anti-bíblicos como é o caso de "O Desígnio".

5- "Quando ofertei mil dólares, eu quebrei a costela da pobreza na minha vida".
Desde quando pobreza é sinônimo de maldição? E se fosse, com certeza não seria mil dólares que quebraria a maldição, mas sim o sangue de Jesus, que é a única solução para nós pecadores.
E claro que essa frase tinha uma jogada de Marketing embutida, que irei descorrer na próxima pérola (ops, frase..risos)

6- "Quando você ofertar mil reais, você está fazendo uma 'aliança' com Deus, porque Deus procura sócios"
Que aliança interesseira heim?
Você dá mil reais e Deus que se vire para realizar todos seus "caprichos proféticos".
Ô Murdock, ô Silas, vocês se esqueceram que com Deus não se barganha?

Deus procura sócios? Em qual capítulo isso está escrito, a única coisa que vi Deus procurar foram: Justos: "Não há um justo se quer" (Rm 3:10-11) e adoraradores: Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Jo.4.24,23.

E ai vendilhões da fé e agora como fica a VOSSA mensagem (sim, vossas e não de Deus), pois vocês tem prostituido o ministério de vocês, usam o nome de Deus e pregam a Mamom.
E você que assiste e oferta para esse ministério (e outros semelhantes), você está fornicando espiritualmente, pois a Deus a primícia, o seu melhor, e quando você contribui com a propagação do "evangelho" de Mamom, de um "evangelho" vagabundo, medíocre e humanizado.

Segue o vídeo do programa (na íntegra) para vocês verem as frases que comentei e algumas que não deu tempo de anotar. (risos)
Que Deus tenha misericórdia de tais pregadores

"E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos."
(Mateus 24:11)

Graça e Paz,
Wanderson Felicio de Lima
(Editor-Chefe do Blog)

Top 100 Religião